segunda-feira, fevereiro 19, 2007

EM FRENTE

SÃO ESPAÇOS QUE SE PERCORREM
SÃO MOMENTOS E SONHOS
SÃO CONSTANTES PRESENTES
EQUAÇÕES DE UMA VIDA QUE SE ABRAÇA

SÃO CAMINHOS, DEGRAUS E PORTAS
SÃO ESTRELAS QUE ILUMINAM
SÃO COMETAS E PLANETAS
É A BRISA QUE ACALENTA

É O FOGO QUE ARDE E O CALOR QUE ENVOLVE
É O SONHO QUE CRESCE
E A VIDA QUE SE TRANSFORMA
SÃO RUMOS E DESTINOS

SÃO RAIOS DE LUZ QUE CAEM
SÃO VOZES E IMAGENS
SÃO MOMENTOS A CUMPRIR
SÃO GESTOS QUE SE PROLONGAM NO TEMPO

SUBIR, DESCER, CAMINHAR E PARAR
SORVER O ALIMENTO QUE DESPONTA
CRIAR E PERMANECER
ESTAR E SER

SÃO OS BRAÇOS QUE ALCANÇAM O UNIVERSO
SÃO AS MÃOS QUE TOCAM O INFINITO
SÃO AS VOZES QUE VIBRAM
SÃO OS SONHOS QUE GUIAM

UMA IMAGEM GANHA FORMA
UM SOM CONVERTE-SE EM VOZ
UM SUSSURO DESPERTA O HOMEM
UM NOVO CAMINHO SE ABRE

EM CADA PORTA FECHADA UM MUNDO NOVO AGUARDA, E NA VONTADE DE PROSSEGUIR UM PASSO EM FRENTE É DADO E A VIDA CUMPRE-SE EM DIRECÇÃO AO AMANHÃ QUE FLORESCE HOJE

3 Comments:

Blogger ≈♥ Nadir ♥≈ said...

____8888888888888888888888
_____88888888888888888888
_______8888888888888888
_________888888888888
______________**
____####______**______####
___#######____**____#######
____#######___**___#######
_____######__**__######
________#####_**_#####
__________####**####
___________###**###
____________##**##
_____________#**#___________
Deixo uma flor, um sorriso e um beijo

19 fevereiro, 2007 21:56  
Blogger Lia said...

Quantas vezes nos afastamos de caminhos com medo de abrir as portas com as quais nos deparamos...

Deixo-te um conto...

O que faz o medo!


Numa terra em guerra, havia um rei que causava espanto.
Cada vez que fazia prisioneiros, não os matava.
Levava-os para uma sala, que tinha um grupo de arqueiros num canto e uma imensa porta de ferro do outro, na qual tinha gravadas figuras de caveiras cobertas de sangue.
Nesta sala ele fazia com que ficassem em círculo, e então dizia-lhes:

"Podem escolher entre morrer atingidos pelas flechas dos meus arqueiros ou passarem por aquela porta e serem lá trancados por mim."

Todos os que por ali passaram escolhiam serem mortos pelos arqueiros.

Ao término da guerra, um soldado que servira o rei por muito tempo, disse-lhe:

"Senhor, posso fazer uma pergunta?"

"Diga soldado."

"O que havia atrás da porta assustadora?"

"Vá lá e veja!"

O soldado abre vagarosamente a porta, e percebe que à medida que o faz, raios de sol vão entrando pela sala, iluminando-a.
Ao abrir a porta por completo nota que esta levava a um caminho que conduziria à liberdade.
O soldado admirado olha apenas para o seu rei, que lhe diz:

"Eu dava-lhes a escolha, mas eles preferiam morrer a arriscar abrir esta porta!"



Quantas portas deixamos de abrir com medo de arriscar?
Quantas vezes perdemos a liberdade e morremos por dentro,
apenas porque sentimos medo de abrir a porta dos nossos sonhos?

Beijinhos

21 fevereiro, 2007 14:07  
Blogger Sereia Azul* said...

O amanhã floresce na alma de cada um...há sonhos que pedem a sua realização...mas para isso é preciso acreditar em nós mesmos...é preciso que a nossa alma fique imersa de esperança e pensamentos positivos. O segredo da felicidade é este...abrir o coração, arredar as névoas do pessimismo e abraçar o dia com um sorriso cristalino sem medo!

Uma brisa de mar no teu coração

Sereia Azul*

22 fevereiro, 2007 16:06  

Postar um comentário

<< Home


Blessed Be



referer referrer referers referrers http_referer