domingo, janeiro 15, 2006

VIAGENS INTERIORES

VIAGENS INTERIORES
DESTINOS MARCADOS SEM TEMPO
SUBIDAS E DESCIDAS
ENCONTROS E DESENCONTROS
SOMOS

GESTOS QUE SE TORNAM ETERNOS
MOMENTOS PERDIDOS NUM TEMPO SEM TEMPO
ROSTOS FECHADOS
RAÍZES PROFUNDAS QUE CRESCEM

ESPERANÇA INFINITA
NA RODA QUE GIRA
E NO DESERTO PERMANECE
FLORESCENDO EM VONTADE

UM MOVIMENTO QUE SE ANUNCIA
UM MOMENTO CONSTRUÍDO
UM SONHO REALIZADO
UMA VIAGEM ETERNA

E LÁ BEM NO ALTO A CHAMA BRILHA

5 Comments:

Blogger M.M. said...

Este post fez-me pensar na introspecção, prática aparentemente em desuso pelo ser humano.
Que pena, seria uma boa maneira de se tentar religar à origem: a natureza.

Bjs.

16 janeiro, 2006 09:42  
Blogger margusta said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

16 janeiro, 2006 11:19  
Blogger margusta said...

Viagens interiores
Destinos marcados sem tempo
Somos
Uma viagem eterna
Na roda que gira
Um momento que se anuncia
Momentos perdidos num tempo sem tempo
Esperança infinita

Deveriamos fazer mais viagens interiores para encontrar respostas as nossas perguntas...mas nem sempre o fazemos.
Um beijo Maclord.

16 janeiro, 2006 11:21  
Anonymous Zeak said...

Bela viagem que se quer que nunca acabe.
A partir de hoje estás no Plagiadíssimo.
Fica bem

18 janeiro, 2006 18:05  
Blogger Titania said...

São as "viagens interiores" ao fundo do nosso Sonho

Lindo momento de auto-análise de olhos postos com esperança na Chama que brilha para cada um de nós :)

Beijos
Teresa

24 janeiro, 2006 12:03  

Postar um comentário

<< Home


Blessed Be



referer referrer referers referrers http_referer